quinta-feira, 4 de março de 2010

Continuando a celebração - 100 anos do dia da mulher - Bruna Lombardi





Bruna Lombardi todo mundo conhece né? Atriz, linda, e coisa e tal. Mas eu amo mesmo é a escritora. Porque foi uma das primeiras poetizas (ou poeta, sei lá o uso certo do termo) que me mostrou um olhar feminino sobre o mundo. Eu recomendo O Perigo do Dragão para qualquer mulher que queira se ver no papel, nas coisas boas, ruins e naquelas que simplesmente são.

Então hoje minha contribuição é uma pequena amostra do trabalho dela. Um poema, que foi o poema que me abriu os olhos para o feminismo, que foi o poema que me despertou para a existência das mulheres como corpo coletivo e ancestral, unidas pelo fio, "matéria viva da nossa bandeira". Para mim, esse foi o poema que mudou tudo e me condenou a viver com intensidade de cem por cento minha condição de fêmea. Espero que vocês possam gostar dele um tantinho do imenso que gosto. Enjoy!



Hino
 Bruna Lombardi


Tenho lutado todos os dias para ser uma mulher
no entanto onde nasci os homens têm sempre razão
e eu que não me interesso pela razão mas por outros 
                                                             sentimentos
teço silenciosamente à porta da minha casa
junto às outras mulheres da minha rua
a trama dos nossos instintos
e minha rua passa por outras cidades
atravessa países
tecemos todas nós o mesmo fio
matéria viva da nossa bandeira.



Mulheres araweté tecendo nos pátios de suas respectivas
habitações, que se confundem. Foto: Eduardo Viveiros de Castro

2 comentários:

Améthysta Eleúthera Kunoloverna disse...

Amei o blog!!!
Linkarei ao meu ^^
Os convido a visitar meu blog se quiser :)

Inês disse...

Lindo!
Eu não sabia que a Bruna Lombardi era poetisa. Vou procurar mais coisas dela.