segunda-feira, 3 de maio de 2010

Segunda Feira Vermelha

Segunda feira vermelha, segunda feira menstrual. A data foi escolhida de um jeito legal: a segunda feira antes do Dia das Mães, porque antes de ser mãe, se é uma mulher que menstrua.

Gosto de saber que mesntruo. É um motivo de orgulho, de força. Minha primeira menstruação veio cedo, no finzinho do jogo entre Brasil e Estados Unidos, quando estes sediaram a copa. Me senti tao vitoriosa quanto a seleção: não era mais criança! Naquele instante me senti adulta pela primeira vez.

Desde então, a menstruação veio a cada mês com a sensação de naturalidade, e algumas vezes, rs, de alívio. E houve a vez em que ela não veio. E assumo, senti falta.

A menarca foi um rito de passagem importante para mim. Foi motivo para ser parabenizada, não para sentir vergonha. Eu esperei ansiosamente sua chegada (que aconteceu aos onze anos e meio). Me senti orgulhosa e feliz. Eu dominava um segredo que as meninas que ainda não menstruavam desconheciam.


Aprendi a lidar com meu corpo e não a lutar contra ele. Combater cólicas com remédios naturais e aceitar tpm como um tempo em que posso usar a sensibilidade extra a meu favor. Com o tempo, as cólicas foram desaparecendo, e a tpm nem de longe altera meu humor tanto quanto minha psiquê me afoga em ansiedades em momentos aleatórios.

Mais que isso, minha visão natural sobre menstruar me influenciou na complicada escolha de não usar anticoncepcionais por não querer um monte de química dominando meu ciclo. Não acho que meu caminho seja o único. Tenho amigas que fazem diferente: é o corpo delas e a escolha delas. Mas acho que isso é primordial: que seja uma escolha pessoal, não influenciada por mídia, propaganda, médicos.

Fico aqui com um ótimo texto da Inês, do Escrito em Ametista que acho perfeito para o dia de hoje, Pensamentos sobre menstruação, porque é sempre bom pensar nessas coisas.

5 comentários:

Iony disse...

Vc me faz suspirar sarah!!!! Lindo etxto...as coisas são simples né?é só sentir!

bjos!

Dr Jekyll VS Mrs Hyde disse...

você pode utilizar a TPM como atenuante se matar alguém

Docil 43 disse...

Fazer apologia ao crime e fazer aborto sao crimes, e quem cometi crime eh criminoso e todos devem ir pra cadeia. Eu nao quero que voces abortistas vao pra cadeia, mas se arrependao, pecao perdao a Deus e sejao salvas. Ate mais!

Anônimo disse...

Olá, amei o texto e fiquei intrigada como vc controla sua fertilidade se não através de remédios.
Desculpa se a pergunta é muito íntima, é apenas curiosidade sadia, já que eu também gostaria de não precisar usar, mas não vejo outra alternativa.

Obrigada e beijos.
Ma

Filhote de Lua disse...

Ué, anônimo, é fácil. Chama tabelinha e até as católicas podem usar. Com camisinha (que nos protege de muito mais do que só gravidez) e um pouco de hábito em perceber as reações do corpo durante seu ciclo, vc tem uma outra opção que não os anti-concepcionais.